Cléa Sá

Uma brincadeira

A coluna “Vamos ler? ” anda meio esquecida. Mas hoje preparei uma brincadeira: Um pequeno texto e nele frases de bons livros. Quem sabe você os identifica. Ou fica curioso. E espero que aproveite alguma das indicações. Boas leituras!

Vocês podem chamar-me de Ismael. (1). Não é que este seja o meu nome. Não é. Mas sempre quis escrever esta frase e talvez não tenha outra oportunidade. Insone, sei que terei uma longa jornada noite adentro.(2) Ficarei olhando para estas quatro paredes (3) e com o meu pensamento a dar voltas e voltas.
Sei exatamente como começou este tormento. Foi ao receber o telegrama do asilo dizendo que minha mãe morreu. Hoje? Ontem? (4) Não consigo me lembrar. Tenho uma terrível dor de cabeça. Já tomei todos os analgésicos que podia e nada. Não melhoro.

Lembro-me que acordei bem. Tinha sonhado que atravessava uma mata de figueiras-bravas, onde caía uma chuva miúda e branda (5), um sonho bom de verdade como há muito não sonhava. Bem diferente do sonho de outro dia, apavorante, quando sonhei que estava metamorfoseado num inseto monstruoso(6). Um horror. Nem sei por que mereci um sonho como aquele. Talvez tenha sido causado pelos tempos em que vivemos. Ai que saudades que tenho da aurora da minha vida ! (7) Mas não. Rever a minha infância? ...O doutor recomendou-me que não me obstinasse em prescrutar longe demais. (8)

Pronto, falei. Agora vocês já sabem que estou sob cuidados médicos. Mas não é nada. Nada demais. Um depauperamento, uma fraqueza e vez por outra o diabo me aparece. Por que acham tão estranho? O Ivan tapava ambos os ouvidos >com as mãos e olhava para o chãoe(9) mas continuava a vê-lo e ouvi-lo. Serei por acaso melhor ou pior do que ele? Desejei por acaso a morte do meu pai? Não, não. Jamais desejei. Por esse trecho que escrevi, vocês verão que eu não desejava a sua morte. Leiam: Você me perguntou recentemente por que eu afirmo ter medo de você. Como de costume, não soube responder, em parte justamente por causa do medo que tenho de você, em parte porque na motivação desse medo intervêm tantos pormenores, qque mal poderia reuni-los numa fala. (10) Não consigo me lembrar se cheguei a enviá-la. Mas sei que a escrevi.

Estou cansado. Farto. Queria ficar longe desse insensato mundo, (11) desembarcar de vez. A hora é boa. Ainda não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado da nossa miséria (12).

_______________________________________________________________________________

1. Moby Dick =- Herman Melville
2. Longa jornada noite adentro- Eugene O’Neill
3. Viagem a volta do meu quarto- Xavier de Maistre
4. O estrangeiro – Albert Camus
5- Crônica de uma morte anunciada – Gabriel Garcia Marquez
6. A metamorfose – Franz Kafka.
7. Meus oito anos- Casimiro de Abreu.
8. A consciência de Zeno – italo Svevo
9. Os Irmãos Karamazóv – Dostoiévski
10. Carta ao pai – Franz Kafka
11. Longe desse insensato mundo – Thomas Hardy
12. Memórias póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis

8 Responses para “Uma brincadeira”

  1. Raquel Sá
    Raquel
    06/02/2014 at 19:58 #

    Muito boa a brincadeira! Deu vontade de ler os livros que eu não conhecia.
    Beijos

    • Cléa Sá
      Clea
      07/02/2014 at 09:59 #

      Oi, Raquel,
      Que bom que lhe deu vontade de conhecer os livros. Um beijo
      Cléa

  2. Francisco Pestana
    06/02/2014 at 10:20 #

    Bem interessante e divertido… muito bom de ler e imaginar uma nova situação para a frase citada.

  3. Carmen
    05/02/2014 at 23:33 #

    Cleíta, vc é demais. E eu, nem tanto. Não reconheci sequer as frases dos livros que li. O seu texto é estimulante. Lembro que vc disse que memorizava tb as primeiras frases de livros….Muito legal isso.

  4. Marcello
    05/02/2014 at 17:24 #

    Muito legal, Cleita! Assim, como a Inês, só descobri as mais conhecidas. Eh mesmo um estímulo à leitura. Aguardamos uma nova rodada. Beijos e parabéns!

    • Cléa Sá
      Clea
      05/02/2014 at 18:15 #

      Marcello,

      Acho que em breve farei mesmo nova rodada. Gostei de escrever esta. S´[o que de outra vez tentarei facilitar mais. beijos
      Cléa

  5. Maria Inês Pestana
    05/02/2014 at 12:30 #

    Delícia!!!! Acho que só matei as frases óbvias (preciso ler mais?). Mas seu texto “de brincadeira” está ótimo!
    Parabéns.

    • Cléa Sá
      Clea
      05/02/2014 at 18:14 #

      Inês
      Gostei de inventar esta brincadeira. Algumas frases são muito difíceis mesmo. Eu estava com os livros na mão. Mas se der vontade de ler, está bom demais. Beijos Cléa

Deixe um comentário para Raquel