Cléa Sá

Livro

Ultimamente tenho conhecido, por indicação do nosso grupo de leitura, alguns escritores portugueses novos. E tem sido bom alargar o nosso campo de visão para além de Saramago. Lemos este mês, e quero apresenta-lo a vocês, um livro chamado Livro, de José Luís Peixoto. É uma história aparentemente simples, de uma aldeia portuguesa e de seus moradores, mas que trata das grandes questões vividas por Portugal no último século. O autor escreve de forma poética e surpreende a sabedoria na criação dos personagens, o que faz com tanta compaixão que apesar da ruindade de alguns deles, nós os entendemos e quase os perdoamos. Muitas associações podem ser feitas: a aldeia como um microcosmo de Portugal, o livro como um novelo emaranhado em que as vidas se cruzam e se perdem ou se encontram, como a vida verdadeira.  Também a viagem de dois amigos Ilídio e Cosme pode ser comparada, apesar da sua singeleza, com a odisseia de Ulisses se nos detivermos com cuidado nos personagens, nas aventuras e perigos enfrentados pelos dois amigos.  Mas o grande tema é a imigração portuguesa e sobre tudo e todos está presente a ditadura de Salazar.

O Livro nos leva a rememorar as pequenas cidades do nosso interior, onde alguns de nós vivemos. Sem ter nome de “aldeia”, palavra que aqui no Brasil é reservada para os índios, as nossas pequenas cidades tem semelhanças com muito do que foi descrito no Livro.

Espero, com essa pequena nota , ter despertado em vocês o desejo de ler o Livro. Vale a pena!

 

Peixoto, José Luís

Livro

Companhia das Letras

2012

 

 

Sem comentários ainda.