Cléa Sá

Recital da autora

Musa, não ser um boxeador é literalmente não existir.

Nos recusaste a multidão ululante.

Uma dúzia de pessoas na sala,

já é hora de começar a fala.

Metade  veio porque está chovendo,

o resto é parente. O’ Musa.

 

As mulheres adorariam desmaiar nesta noite outonal,

e vão, mas só ao assistir a uma luta colossal.

Só lá as cenas dantescas.

E o ascenso aos céus. O’ Musa.

 

Não ser boxeador, ser poeta,

estar condenado a duras florbelas,

por falta de musculatura mostrar ao mundo

a futura leitura escolar – na melhor das hipóteses-

O’ Musa.O’ Pégaso,

anjo equestre.

 

Na primeira fila um velhinho sonha docemente

que a finada esposa ressuscitou e

assa para ele um bolo com passas.

Com fogo, mas não alto, para o bolo não queimar,

começamos a leitura. O’ Musa.

 

Wislawwa Szymborska

________________________________________________________________________________

Wislawwa Szymborska, poeta polonesa, nasceu em 1923 e morreu em 2012, na Cracóvia.  Ganhou o Prêmio Nobel em 1996

 

 

 

Sem comentários ainda.