Cléa Sá

Dois poemas

Emily Dickinson  Tradução de Idelma Ribeiro de Faria

I

Se eu puder evitar que um coração se parta

Não viverei em vão.

Se eu puder suavizar a aflição de uma vida

Aplacar uma dor,

 

Ou ajudar um frágil passarinho

A retornar ao ninho,

Não viverei em vão.

II

 

Para fazer uma campina

Basta um só trevo e uma abelha.

Trevo, abelha e fantasia.

Ou apenas fantasia

Faltando a abelha.

————————————————————————————————————————————————————-

Sobre a autora:

Emily Dickinson, norte-americana, escolheu como forma de vida a solidão e a poesia.

1830-1886

 

 

Sem comentários ainda.