Pinheirinho, a bicha é bruta

DSC_0125 DSC_0135-72 DSC_0195 DSC_0221

A maior violação em massa dos direitos humanos na história brasileira dos últimos anos está bem aqui em São Paulo, na cidade de São José dos Campos e se chama Pinheirinho. Na madrugada de 22 de janeiro de 2012, a mando da juíza Márcia Loureiro, a polícia militar com apoio de helicópteros da guarda civil da cidade entrou bombardeando, derrubando e destruindo totalmente o bairro de mais de 10 mil moradores, com escolas, comércio, creches e igrejas, alvejando jovens, mulheres grávidas, velhos que sem ter para onde ir, corriam desesperados para salvar seus poucos pertences, alguns ainda pagando prestação. Saíram correndo como puderam deixando suas vidas para trás. Ao menos duas pessoas morreram na desocupação. E há, ainda, relatos de outras mortes com ocultação de cadáveres e estupros.

Descumprindo decisões judiciais anteriores e acordos até com senadores e a secretaria da presidência da República, a prefeitura limpou totalmente o terreno para entregar ao mega-especulador Naji Nahas, e acabou com a esperança e vida de milhares de pessoas. Arranjaram algumas escolas públicas para que essas pessoas pudessem ficar provisoriamente. As condições, no entanto, eram totalmente inaceitáveis, sem comida adequada e com doenças se espalhando. Hoje, alguns aceitaram a verba emergencial de R$ 300,00 para pagar o aluguel, mas era impossível achar qualquer local para morar com esse valor. Crianças que ficaram sem creche e sem escola, pessoas doentes, algumas que acabaram de ter derrame, outras paraplégicas se arrastavam em colchões pelo grande ginásio para nos perguntar se tínhamos alguma boa novidade… O que falar para eles?

Muitas dessas pessoas hoje são moradores de rua, que perderam sua dignidade e esperança no futuro. Muitas entraram para a vida do crime, sem outra opção para sustentar a família. Outras abandonaram filhos na esperança que esses conseguissem chances melhores em orfanatos. Sim o mal existe, e pudemos ver isso, junto com o colega Moriti Neto, para descrever para vocês (vejam outras matérias em http://www.mediaquatro.com/artigos.html). O poder do mal é imenso e cospe fogo!

Maria Eugênia Sá e Vinicius Souza

Sem comentários ainda.