Permanência e fluidez na fotografia de Leandro Araújo


Carne e concreto. Movimento e rigidez. A passagem e o fixo. O instante decisivo em que o bailarino flutua diante da Torre de Belém unindo duas artes. Essa foi a ideia do fotógrafo Leandro Araújo para seu trabalho de final de curso de Análise do Movimento na Oficina da Imagem, em Lisboa: juntar cenários charmosos do país e o balé clássico. O resultado levou, a partir de 2013, a um projeto de longo prazo chamado “Ballet in the Streets of Portugal”.


Ancorado em uma página do Facebook (ww.facebook.com/BalletintheStreetsofPortugal) e outra do Instagram (instagram.com/balletinthestreetsofportugal) com atualizações diárias, o ensaio em progresso tem conquistado a imprensa lusitana com reportagens de destaque nas revistas Sábado (http://www.sabado.pt/multimedia.html?fancyID=19389) e Bpm’s (http://www.joomag.com/magazine/revista-bpms-outubro-novembro-dezembro-2014/0028077001409591488?page=61)

As imagens também mereceram uma exposição de três semanas, ano passado, na galeria PT Bluestation, na estação de Metro Baixa-Chiado, em Lisboa. “Neste projeto, procuro apresentar o corpo do bailarino, a sua expressividade e fluidez, num contexto urbano, diluindo-o nas linhas e cores de alguns dos mais belos monumentos portugueses”, conta Araújo.

Morando em Portugal desde 2007, o fotógrafo paulista recebe ofertas de dançarinos de todo tipo para serem seus modelos, mas prefere trabalhar com o balé clássico e o preto e branco, apesar de também publicar fotos coloridas. Desse modo, Araújo tenta enquadrar lugares históricos, construções recentes ou ruas pitorescas do país e, ao mesmo tempo, divulgar talentos da dança. Mais um olhar luso-brasileiro que merece ser conhecido também do outro lado do Atlântico.

e-mail opcional/ optional email
mariaeugeniasa@mediaquatro.com

2 Responses para “Permanência e fluidez na fotografia de Leandro Araújo”

  1. maria eugenia
    26/01/2015 at 21:11 #

    Obrigada à você Leandro,
    belo trabalho, boa sorte!!
    abs nossos

  2. Leandro Araújo
    26/01/2015 at 15:32 #

    Muito feliz por saber que o projecto está agradando. 🙂

    Obrigado pela publicação!

    Cumprimentos,
    Leandro Araújo