Pé de Meia capta a alma do futebol de periferia


 

Sem chuteiras importadas, pés descalços e chinelos de dedo no chão batido. Ao invés de grandiosos estádios milionários, o campinho de terra na periferia. Aqui sim o futebol é vivenciado em sua mais pura essência: a paixão nacional na várzea. Em tempo de padrão Fifa de gastos e corrupção, é fundamental lembrar porque o Brasil é, de fato, o País do Futebol.

 
O projeto Pé de Meia é um trabalho dos fotojornalistas Tadeu Vilani, Jefferson Botega, Bruno Alencastro e Jorge Aguiar, que há cerca de dois anos decidiram sair a campo e fotografar a realidade do futebol nos cantos esquecidos do Brasil. Um jogo cada vez mais difícil de achar nas metrópoles dominadas pela especulação imobiliária.
 
As imagens foram registradas em comunidades carentes do Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Piauí. “O projeto é uma forma de fazer as pessoas refletirem sobre o futebol e a situação dessas crianças”, diz Vilani. “Até a década de 80, era comum os jogadores saírem das periferias. Hoje são lançados por empresários”, lamenta o fotógrafo. Aproveitando o momento da Copa, o projeto conseguiu espaço no importante Centro Cultural Érico Veríssimo, em Porto Alegre, até o dia 12 de julho. Mais informações em http://www.unicos.cc/foco-no-futebol-de-varzea/#.U5zgEC99AXx
 
 

6 Responses para “Pé de Meia capta a alma do futebol de periferia”

  1. Denise
    24/06/2014 at 10:19 #

    É isso!

  2. João Paulo Lotufo
    22/06/2014 at 20:17 #

    muito bom. O Brasil não precisa de estádios, precisa de alimento, educação, saúde, meias e talvez chuteiras.

    • maria eugenia
      25/06/2014 at 22:52 #

      valeu Denise, sempre bom tê-la por aqui!!

    • maria eugenia
      26/06/2014 at 00:43 #

      Olá Bartho,

      De fato o Brasil precisa de muitas coisas, por isso continuamos lutando pelos melhores ideais,
      beijos

  3. Vicente Sá
    20/06/2014 at 19:17 #

    É assim que a lembrança vem para um velho peladeiro.Fazendo curva.

    • maria eugenia
      25/06/2014 at 22:56 #

      querido tio Vicente,

      Pegando carona na curva da sua lembrança, também tenho a imagem de vocês tios jogando bola na 707, bons tempos!!
      beijis e obrigada