Luiz Braga em Nightvisions, uma outra possibilidade de percepção estética.


Inspirado pelas imagens noturnas da primeira Guerra do Golfo, o ensaio Nightvisions, é fruto de uma experiência com filtros, luzes e infravermelho.

Braga usou recursos neste trabalho que permitiram fotografar quase que no escuro total, através de infra-vermelho.

Com o tempo, o fotógrafo aprofundou suas pesquisas e decidiu transpôr a técnica para a luz do dia. Monocromática, a série se opõe à saturação comum às fotografias digitais produzidas na contemporaneidade e se aproxima mais da gravura.

“Quero que as pessoas percebam em meu trabalho mais que uma discussão de linguagem, mais que uma demarcação geográfica”, diz.

Nascido no Pará, Luiz Braga recebeu vários prêmios, aqui e lá fora por diversos trabalhos realizados no Amazonas.

Sem comentários ainda.