Jerry Uelsman: a mente além dos olhos


Fotografia não é realidade. É representação, e nem sempre da realidade. Como qualquer outra arte, a fotografia pode ser a representação de uma ideia. Aliás, Vilém Flusser chama a fotografia de “transcodificação de conceitos em cenas”. Assim, libertas da “realidade”, as imagens fotográficas podem trazer uma criatividade enorme. E fazem isso desde o início do processo fotográfico.




Grandes mestres pioneiros, no Brasil e no exterior, sempre brincaram com a luz, a múltipla exposição e os negativos no laboratório, décadas antes dos softwares de edição de fotos como o Photoshop. Um desses gigantes é Jerry Uelsman, fotógrafo norte-americano em atividade há quase 50 anos. Professor por décadas na Universidade da Flórida, adora trabalhar com muitos negativos para criar suas cenas surreais.

Para Uelsman, a mente enxerga mais do que os olhos. Em seu quarto escuro, ele mescla imagens, negativos e positivos criados em diversas câmeras e ampliadores para pintar com luz e sombras obras de ficção que não necessariamente precisam estar ancoradas com contextos narrativos ou mesmo coerentes. Pura poesia visual.

Mais imagens e informações sobre Jerry Uelsman em http://www.uelsmann.net/

6 Responses para “Jerry Uelsman: a mente além dos olhos”

  1. Tauana
    09/07/2014 at 19:20 #

    Muito bom!

  2. Josenildo Arruda
    06/07/2014 at 20:08 #

    Nossa Maria Eugenia, é um verdadeiro momento de reflecção de tentar criar uma interpretação para as fotos. E nos fazem refletir sobre estas interpretações. Muito Bom!!!! 🙂

  3. claudio parra
    04/07/2014 at 02:37 #

    gostei parabéns.. pelas fotos e pelos comentários chegaram a ser poéticos..