Raquel Sá

Uma história de amor e fúria

 

Uma História de Amor e Fúria marca a estréia do talentoso roteirista Luiz Bolognesi (Bicho de sete cabeças, Chega de saudade. As melhores coisas do mundo) na direção. O filme é um marco no cinema nacional, pois se trata de uma animação voltada para jovens e adultos, com proposta e estética inovadora, onde a história do país é revista numa embalagem pop e moderna.

A história percorre fatos reais da história do Brasil (as batalhas entre tupinambás e tupiniquins, antes da chegada dos europeus; a Balaiada, que ocorreu em 1838, no Maranhão, e a luta pela resistência ao regime militar, do fim dos anos 60 até o início dos 80, no Rio de Janeiro). O filme termina com uma possível guerra pela água, em 2096. O que amarra todas as histórias é o amor do narrador (Selton Mello), um homem com cerca de 600 anos de idade, e a bela Janaína (Camila Pitanga). Ele a segue em suas reencarnações e o casal acaba lutando contra a opressão em todos os períodos retratados. E o opositor tem sempre a voz do ator Rodrigo Santoro.

Bolognesi – conhecido do público de cinema nacional por escrever os roteiros dos filmes de sua esposa, Laís Bodansky –, decidiu correr riscos ao realizar como primeiro filme de ficção uma animação “adulta”, pois a maioria das produções do gênero foca no público infantil, o que garante lucro na bilheteria. O filme, entre pesquisa do tema, produção, tratamento do roteiro e finalização, demorou quase dez anos para ficar pronto, ao custo deR$ 4,5 milhões, uma mixaria perto do padrão hollywoodiano.

 

O público juvenil pode ser conquistado pela linguagem, semelhante à de Graphic Novels (histórias em quadrinhos mais elaboradas e estilizadas), pelas sequências de ação e de sexo, e pela decisão de realizar a animação seguindo a técnica clássica, feita a papel, quadro a quadro. Porém, na parte futurista foi feita uma mistura da tradicional técnica 2D com CGI (computação gráfica) e fundos pintados. A experiência de assistir a este filme é parecida com uma boa aula de história, divertida e diferente. Apesar de não contar com nenhum alívio cômico, com personagens engraçadinhos, imagino que o filme seja agradável aos adolescentes e possa depois ser exibido em sala de aula.

Ficha técnica

Direção:

Luiz Bolognesi

Roteiro: Luiz Bolognesi

Elenco: Vozes de Selton Mello, Camila Pitanga, Rodrigo Santoro, Paulo Goulart, Bemvindo Sequeira, Marcos Cesana, Sérgio Moreno

Gênero: Animação

Duração: 75 min

Nacionalidade: Brasil

Ano: 2012

 

3 Responses para “Uma história de amor e fúria”

  1. maria eugenia
    11/05/2013 at 12:15 #

    Selton Mello têm feito excelentes trabalhos, sem dúvida um ganho para o cinema nacional. Adoro Graphic Novels, uma linguagem que sem dúvida vêm acrescentar nesse novo cenário do cinema nacional. . Vou conferir! Super dica!

  2. Cléa Sá
    Cléa Sá
    04/05/2013 at 22:17 #

    Raquel, que bom ler suas informações e análises de filme. Você desperta o nosso interesse. Pretendo assistir a esse filme amanhã. Obrigada pela dica
    Clea

    • Raquel Sá
      Raquel
      06/05/2013 at 11:56 #

      Oi tia, que bom que estou conseguindo despertar o interesse das pessoas para ver e rever os filmes em foco. Esta é realmente a minha intenção.

      Bjs e Boa Viagem!