Raquel Sá

Philomena

Ainda em clima de Oscar, vou falar nesta semana sobre o filme Philomena, que concorreu em quatro categorias: melhor filme, trilha sonora, roteiro adaptado e atriz principal. Porém, saiu sem prêmios da cerimônia no último domingo.


Baseado em uma história real, contado em livro por Martin Sixsmith, o longa mostra a busca de uma senhora irlandesa (Judi Dench) por seu filho, após 50 anos. Ela conta com a ajuda de um cínico jornalista (Steve Coogan), que parte junto com ela para os Estados Unidos pensando em publicar a história e reerguer sua carreira. Ao longo do caminho, os dois se aproximam e passam a questionar alguns valores morais.

A dama de modos simples e o cavalheiro educado em Oxford terão que somar forças e superar suas diferenças para descobrir a verdade sob o paradeiro do filho, que foi adotado aos três anos por um casal norte-americano nos anos 50. Era comum na Irlanda as adolescentes que davam um “mal passo”, engravidavam ainda solteiras, serem enviadas para conventos. Lá, trabalhavam dia e noite gratuitamente, para poderem ver, por uma única hora, os seus filhos.

Com sensibilidade e um roteiro enxuto, que não apela para o sentimentalismo barato e também não é um libelo anti-católico, o filme do experiente diretor Stephen Frears (A Rainha, Ligações Perigosas) emociona por concentrar-se no drama humano, contado de forma agradável, com boas atuações e pitadas do humor britânico.

Philomena
Direção: Stephen Frears
Elenco: Judi Dench, Steve Coogan, Charlie Murphy, Sophie Kennedy Clark, Mare Winningham, Amber Batty, Amy McAllister, Anna Maxwell Martin, Barbara Jefford, Cathy Belton, Charissa Shearer, Charles Edwards, D.J. McGrath, Elliot Levey, Florence Keith-Roach, Frankie McCafferty, Gary Lilburn, George Fisher, George Michael Rados, Harrison D’Ampney, Jordan King, Kate Fleetwood, Marie Jones, Martin Glyn Murray, Michelle Fairley, Nicholas Jones, Nika McGuigan, Paris Arrowsmith, Peter Hermann, Rachel Wilcock, Rita Hamill, Ruth McCabe, Saoirse Bowen, Sara Stewart, Sean Mahon, Simone Lahbib, Tadhg Bowen, Vaughn Johseph, Wunmi Mosaku
Roteiro: Steve Coogan, Jeff Pope, Martin Sixsmith
Trilha Sonora: Alexandre Desplat
Gênero: Drama
Duração: 98 min
Classificação: 10 anos
Origem: Reino Unidos, Estados Unidos e França.
Ano de produção: 2013

2 Responses para “Philomena”

  1. maria eugenia
    06/03/2014 at 22:27 #

    Oi Raquel,

    Super dica, adoro essa atriz, Judi Dench!
    O assunto é árduo, mas nada que o bom e velho Frears não saiba mostrar com maestria. Vamos ver com certeza!!

    • Raquel Sá
      Raquel
      07/03/2014 at 20:38 #

      Oi Eugênia, concordo com você.

      O Stephen Frears consegue, com maestria e leveza, tratar de temas densos. Foi a melhor atuação da Judi Dench que já vi. Vcs vão gostar do filme.

      Bjs