Regina Motta

O PRESÉPIO DE NATAL


O significado da palavra presépio na língua portuguesa é o local onde se abriga o gado.


Muitos são os símbolos do Natal: o mais conhecido é o Pinheiro de Natal que simboliza a vida, a esperança. A tradição iniciou-se nos países nórdicos onde, com o inverno rigoroso, as únicas árvores que sobreviviam eram os verdes pinheiros.Os Sinos anunciam a Boa Nova, a alegria da chegada do Salvador.As Estrelas, como guias da Luz do Senhor.Os Anjos, que nos elevam o pensamento ao Menino Jesus.Os Presentes nos remetem aos Reis Magos que ofereceram ao Menino, ouro, incenso e mirra.Mas nada representa com tanta emoção o Nascimento de Jesus do que o Presépio de Natal.

A primeira representação do Nascimento de Jesus que se tem notícia remonta ao século IV (325 D.C.) É um baixo-relevo em um túmulo que se encontra nas termas de Roma. Porém, a tradição da montagem da cena do Nascimento de Jesus foi iniciada por Francisco de Assis, no ano de 1223, em Greccio, na região da Umbria. Feita em argila tinha como objetivo mostrar á população camponesa, a cena do Nascimento de Jesus de maneira simples.

Ainda na Itália, a tradição se espalhou entre os condados, sendo adotada pelas Igrejas e em seguida, pelas famílias cristãs. Logo o hábito de montar Presépios se espalhou por toda a Europa.

Inicialmente as figuras eram singelas, confeccionadas em argila, madeira ou palha.

Os personagens do Presépio de Natal são o Menino Jesus, Maria, sua mãe e José, o seu pai. O menino Jesus é apresentado recostado em manjedoura forrada de palha. Alguns presépios mostram o boi, símbolo da humildade; o burro, símbolo do trabalho; as ovelhas, símbolo da humanidade e os pastores que as tutelam. Um anjo sobrevoa a cena, trazendo em suas mãos uma estrela, símbolo da Luz Divina.

Nos séculos XVII e XVIII iniciou-se nos domicílios e igrejas, a tradição de enfeitar os personagens com roupagens trabalhadas, bordadas, com coroas em ouro e pedrarias. As pequenas palhoças foram substituídas por construções ricas e trabalhadas. Aos personagens iniciais foram acrescentados os Reis Magos no dia 6 de janeiro, o dia de Reis.


Hoje os Presépios são apresentados em diversas dimensões e materiais. Há os de madeira, de barro, de vidro, de cerâmica, de açucar, de marsipam e os mecânicos, como o presépio mais famoso do Brasil, Presépio do Pipiripau, em Minas Gerais composto de 42 peças. Representa desde o Nascimento de Jesus á sua Ressurreição. Os Presépios de Vitorino, em barro, são dignos representantes da tradição regional brasileira.Também muito visitado é o Presépio que se encontra no Museu de Santa Catarina.

O presépio chegou ao Brasil trazido pelos portugueses e logo adquiriu características culturais brasileiras. Apareceram os personagens negros, índios, nordestinos com chapéu de couro e outras manifestações culturais locais. As cores barrocas foram sendo substituídas pelo colorido forte vibrante. As paisagens se enriqueceram com a vegetação tropical, com palmeiras e arbustos floridos. O sol aparece brilhante no céu azul. As noites são representadas com o Cruzeiro do Sul no céu estrelado.

No Brasil, podemos visitar na época natalina inúmeros belos e atraentes presépios nas residências, igrejas, lojas, shoppings e diversos espaços públicos. É, sem dúvida, uma atração e tradição natalina.

E para finalizar, presépios na criação de grandes pintores



REFERÊNCIAS:
WIKIPEDIA.org/presépio
WWW.fcc.sc.gov/presepios
fotos:internet

Uma opinião para “O PRESÉPIO DE NATAL”

  1. josenita
    12/12/2013 at 14:22 #

    Regina,

    gosto muito de presépios e tenho vários, pequeninos e de lugares diferentes. Mas, não sabia que

    a ideia foi de São Francisco. Vc sempre traz uma coisa nova pra gente e, como sou curiosa, a-do-ro!

    Bj,Josenita.