Cléa Sá

Daqui do meu canto

. O Papa Francisco, numa cerimônia na Capela Sistina, batizou 32 crianças e entre elas a filha de uma mãe solteira. Com isso, ele muda comportamentos da Igreja Católica que até a pouco tempo não permitia que se batizasse a criança sem provar que os pais eram casados. Ninguém me contou: eu vivi tal situação. Nana ia ser minha afilhada; sua mãe era solteira. Não foi permitada a cerimônia. Muito bem, Papa Francisco! Quebre outros comportamentos preconceituosos e abusivos.

. Não há como esquecer a tristeza de ver o Maranhão nos noticiários por conta da má administração, da barbárie que acontece na prisão de Pedrinhas, da sequência de mazelas que assola o Estado. Só espero que este ano o povo, pelo voto, tire os Sarney do mapa da nossa terra. Espero, desejo, mas não creio muito. Mas sabe-se lá…

. Pelé, o maior jogador do mundo, recebeu a Bola de Ouro. Com atraso é verdade, mas devido às condições exigidas (ser jogador na Europa). Valeu!

. E os “rolezinhos”? Isso já está dando o que falar e vai dar ainda muito mais. Também, querem o quê? A meninada não tem opção de lazer, não tem onde fazer esporte, não tem cinema, não lê; Só se fala em consumir, em roupa de marca, em novidade. E a internet torna fácil a arregimentação. Agora bala de borracha, proibição, multa, sei não. Apartheid no shopping?

Sem comentários ainda.