Cléa Sá

Daqui do meu canto

. Leio no jornal de hoje que a fotógrafa húngara Claudia Andujar está com uma mega instalação no centro de São Paulo sobre os Ianomâmis. Só o nome da exposição já é poesia: Sonho verde azulado. Conheci alguma coisa do trabalho dessa fotógrafa por Eugênia, responsável pela coluna O Olhar de Gê. Sinto-me honrada de termos postado no nosso blog fotos dessa grande artista.

. O filme Gonzaga-De pai para filho, de Breno Silveira, está passando nos cinemas. Gostei muito. Sempre me alegro com a qualidade do trabalho dos nossos artistas. Nesse,  a atriz Silvia Buarque em papel relativamente pequeno está comovente. E o ator João Miguel numa “pontinha” brilha.

. Vejo na internet um desabafo do escritor português Valter Hugo Mãe sobre a tristeza que é viver em Portugal hoje. Pelas dificuldades na área econômica, as pessoas estão desanimadas, parece que o ar de todo o país está rarefeito. Ele vem para o Brasil e fica feliz mas tem remorso pelos que lá deixou. Um leitor do  seu post comentou : “e quando Portugal foi alegre? ” Acho que ambos têm razão. Portugal sempre foi triste e agora está mais. Os fados  nos  mostram a tristeza de além-mar.

. Mas a Islândia não está nem aí para a situação econômica da Europa. Está mudando a situação por lá de modo próprio, ouvindo a população e botando banqueiro e político na cadeia. No que faz muito bem.

Sem comentários ainda.