Cléa Sá

Daqui do meu canto

Do que li, vi e ouvi

. Pergunto-me se vão conseguir desconstruir o ministro Luiz Fux como está me parecendo. Acho que ele tocar guitarra na posse do ministro Joaquim Barbosa foi a gota d’água. Para quem já estava com raiva…

. Leio com atenção e concordância entrevista de Fernanda Montenegro hoje na Folha de São Paulo. O modo como desmitifica a infância e a velhice é para repetir. O que faço:

. -“Criança sofre muito. É todo um processo de civilização, de coerção e de enquadramento em cima delas. E isso é uma agressão violenta. Quando ouço alguém dizer que a infância foi a parte mais feliz de sua vida, olho com desconfiança. Deve ter sido tão terrível que nem se lembra.”

.- “Essa coisa de melhor idade é pra vender pacote de turismo para velho”, diz um personagem seu. E ela: – “Não me diga que ter de 80 para 90 anos é a melhor idade”; “O mais difícil é saber que você está definitivamente na fase conclusiva da vida. É melhor encarar.”

. Confirmei o que já desconfiava. O modo como chamam a Dilma, se de “presidente” ou “presidenta”, revela claramente a posição política, se a favor ou contra o governo. Tirei a prova comprando e lendo hoje matérias sobre o mesmo tema em duas revistas semanais. Os mesmos fatos vistos por óticas bem diferentes.  Nada contra. Todo mundo tem direito a sua opinião, já dizia Voltaire.

. É um grande passo a mudança de status da Palestina, de entidade para Estado observador das Nações Unidas. Outras vitórias virão. Gostaria de ver os dois estados lado a lado, Israel e Palestina, convivendo pacificamente. Sonho distante mas não impossível.

. Fui ver um filme interessante E se vivêssemos todos juntos? Também sobre a velhice e seus tropeços. Gostei, mas reconheço que preciso urgentemente mudar de assunto. Já basta o meu próprio envelhecimento.

. Vi também Argos, um filme de ação sobre um resgate feito pela Cia no Irã. Bom. Agora filme de ação mesmo pra ninguém botar defeito é Operação Skyfall, o último de James Bond. Os primeiros minutos do filme são de você ficar sentado na beira da cadeira, totalmente em suspenso.

. Estou lendo um livro ótimo, que ganhei de presente do meu querido Tadeu: Como viver ou Uma biografia de Montaigne em uma pergunta e vinte tentativas de resposta.

 

Sem comentários ainda.