Arquivo | abril, 2015

Cordão da Mentira: nossos mortos de ontem e de hoje têm vozes

A ditadura não acabou. Ela se transformou. Mas a mentira permanece a mesma. Os assassinos e torturadores dos dissidentes políticos dos anos 1960 e 1970 seguem impunes protegidos pela Lei de Anistia. Da mesma forma, os matadores de dezenas de milhares de jovens (quase sempre pretos, pobres e periféricos) seguem trabalhando nas polícias militares, resguardados […]

12 Comentários Continue Lendo →

De ilusões ou pequenas alucinações

Quando eu andava pelos meus sete anos, sempre que ficava gripada meu nariz entupia e, ao me esforçar para respirar, via um campo verde com várias ovelhinhas brancas, umas deitadas, outras andando, outras ainda pastando. Uma paisagem linda, jamais vista antes. Era só fungar, tentar respirar e a paisagem surgia. Isso durou algum tempo, não […]

7 Comentários Continue Lendo →

INSTALAÇÃO na ARTE CONTEMPORÂNEA

O termo INSTALAÇÃO foi incorporado ao vocabulário artístico em 1960. No entanto, Alexander CALDER, artista norte-americano ousou, em 1932, com a construção de seu primeiro “mobile”, hoje considerado uma Instalação. A obra de Calder era constituída de finas lâminas de latão dobradas e coloridas suspensas por delicados fios de aço em que ele buscava o […]

Deixe um comentário Continue Lendo →

DELZUÍTA

Os pés da menina afundam na grossa camada de areia e é com dificuldade que muda os passos. Tem canelas finas, a menina. E olhos fundos. E cabelos lisos. Magrinha, magrinha é a menina. Vem, trouxinha na mão, atrás da mãe. Que cidade triste é essa? Duas horas da tarde e só um sol de […]

6 Comentários Continue Lendo →

FRASES QUE VALEM A PENA LER

Bernard Shaw “Nós não paramos de brincar porque ficamos velhos, nós ficamos velhos porque paramos de brincar.” “Tudo o que os jovens podem fazer pelos velhos é escandalizá-los e mantê-los atualizados.” Picasso “Cansei-me de ser moderno. Quero ser eterno.” “Eu gostaria de viver como um pobre, mas com muito dinheiro.” “O que já fiz não […]

Deixe um comentário Continue Lendo →

Bilhete

Se tu me amas, ama-me baixinho Não o grites de cima dos telhados Deixa em paz os passarinhos Deixa em paz a mim! Se me queres, enfim, tem de ser bem devagarinho, Amada, que a vida é breve, e o amor mais breve ainda… Mario Quintana

Deixe um comentário Continue Lendo →

Takeshi Suga: lomografia professional

Já há vários anos um novo movimento tomou de assalto a fotografia de arte: a lomografia. Trata-se de criar imagens com câmeras baratas (muitas vezes de plástico), de poucos recursos, usando filme analógico (a velha película), algumas vezes vencido. O interessante da atividade é a imprevisibilidade e a espera pela revelação para se conhecer o […]

Deixe um comentário Continue Lendo →