Arquivo | agosto, 2013

Duane Michals e suas sequências fotográficas

Nem todo autor acredita no conceito de foto unária, de Roland Barthes, aquela em que tudo é dito numa única imagem, sem a necessidade de textos ou qualquer outro recurso. Alguns trabalham com as chamadas tríades, conjuntos de três fotos que se complementam. Outros, usam sequências maiores, múltiplas exposições e informações gráficas diretas na imagem. […]

Deixe um comentário Continue Lendo →

Uma sanfona na noite

Escrito por Aloísio Brandão. Aloísio Brandão Ao poeta e compositor Climério Ferreira, que me ensinou a ouvir sanfona até onde ela não existe. A primeira noite, em nossa nova casa, na Rua Padre Aurélio, foi tomada por encantamentos, e nos despertou um orgulho desmedido. Papai levara uns dois anos para construí-la, tijolo por tijolo, sob […]

Deixe um comentário Continue Lendo →

O Mapa e o Território

Amigos, amigos Éramos Andrés, Cléa, Tadeu, Virgínia, Vilmar e Zita, os saudáveis resistentes ao tempo seco. Depois das conversinhas preliminares cheias de sabor, tomando vinho do Porto e comendo guloseimas, tratamos de O Mapa e o Território com muita coragem. O livro foi considerado genial por um de nós, que o considerou o melhor dentre […]

Deixe um comentário Continue Lendo →

O circo que não estreou

Por Aloísio Brandão. Aquele alvoroço de meninos serelepes e curiosos, de pés descalços, nus da cintura para cima, num vai-e-vem sem fim, não indicaria mesmo outra coisa que não o surgimento de alguma novidade dessas que punham a pequena e velha Santana dos Brejos, no sertão da Bahia, num movimento vibratório anormal. Naqueles idos de […]

Deixe um comentário Continue Lendo →

De rios, matança de índios e histórias de minha mãe

“Tinha lua no céu e eu estava à beira do Mearim. Senti mais do que vi o reflexo da lua no punhal. Pensei que tinha chegado meu dia naquela noite”. Assim ele começava aquela história de traição, amor e quase morte que não sei continuar. Ele também dizia: “Vejo Barra do Corda com os olhos […]

2 Comentários Continue Lendo →

Kevin Carter – O fotógrafo do “periquito”

Poucas fotos marcaram tanto o fotojornalismo do final do século XX quanto a imagem de um abutre que parece esperar a morte de uma criança famélica perto de um centro de distribuição de comida no Sudão. A foto correu o mundo ao ser publicada na capa do The New York Times e venceu o Prêmio […]

1 comentário Continue Lendo →

Damasco

Adonis   Damasco Caravana de estrelas no fundo verde Dois peitos de brasas e laranjas Damasco O corpo do amante no leito Como um arco – íris, como uma lua crescente Em nome da água Ele abre A garrafa dos dias Gira todos os dias Na tua órbita noturna Cai como uma vítima No teu […]

Deixe um comentário Continue Lendo →

Ken Oosterbroek – Guru e mártir do Bang Bang Club

      Quando Greg Marinovich começou a fotografar para o Star, Ken Oosterbroek  já era um profissional tarimbado, chefe do departamento de fotografia do jornal e duas vezes vencedor do Prêmio Ilford, de Fotojornalista Sul-Africano do Ano. Veterano da guerra em Angola, onde fotografara clandestinamente os colegas militares, formava com João Silva a dupla […]

Deixe um comentário Continue Lendo →

Cry me a river

Da série “Minhas músicas preferidas”

Deixe um comentário Continue Lendo →

De poesia, vozes perdidas e um Arcebispo

Um  irmão querido me diz que tenho um olhar cálido sobre o passado. Gostei e considero  verdadeira a afirmação. Agora, nesse pedaço de vida que me resta e que espero não seja muito curto, acho bom olhar para trás e procurar ver o que vivi, o que vivemos, de maneira serena, afastando da cena coisas […]

2 Comentários Continue Lendo →