Arquivo | 2007

De real e irreal

Moramos em muitos lugares na minha infância, cidadezinhas perdidas no interior do Maranhão. Nosso pai, funcionário público, frequentemente era transferido de uma coletoria para outra e lá íamos nós, outra cidade, outras pessoas, raízes arrancadas. Desse mundo, o que resta? Quase nada. O mundo em que vivíamos parece tão diferente deste de agora como se […]

Deixe um comentário Continue Lendo →